terça-feira, 27 de janeiro de 2009

A linguagem do Amor


Como podemos falar a linguagem de amor um do outro quando estamos cheios de mágoa, raiva e ressentimento pelos erros cometidos?A resposta para essa pergunta reside na essência na natureza humana.Fomos criados para fazer escolhas, temos a capacidade de escolher entre o bem e o mal. Já dissemos coisas rudes e fizemos coisas que magoaram. Não nos sentimos orgulhosos por essas escolhas, embora talvez parecesse sem justificativas no momento.Escolhas ruins do passado não significam escolhas ruins no futuro.Ao invés disso, podemos dizer: “Perdoe-me, Sei que feri você, mais quero ser diferente daqui para frente. Quero amar você na sua linguagem. Quero suprir as suas necessidades.”O amor não apaga o passado, mais torna o futuro diferente. Quando escolhemos expressar o amor efetivamente na principal linguagem, criamos um clima emocional em que podemos lidar com os nossos erros do passado. Quando descobrimos a linguagem do amor e decidimos expressa-la, seja ela natural ou não para nós.Não estamos reivindicando sentimentos vibrantes, aconchegantes, estamos simplesmente optando por essa linguagem para o nosso beneficio.Queremos suprir suas necessidades emocionais e damos o passo de falar a linguagem do amor.Ao fazer isso, o reservatório emocional fica abastecido, e é provável que ele responda falando a sua linguagem.O amor é uma escolha essencial para as nossas vidas nunca sabemos se estamos fazendo a correta, mais sabemos que cada amor tem sua forma de linguagem.

Simplesmente Ame!

Postar um comentário