sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Curiosidades

CURIOSIDADES E FATOS SOBRE ELVIS
II PARTE

  • Charlie Hodge, o membro mais conhecido da "Máfia de Memphis", fazia parte da banda como vocal e era seu ajudante no palco. Era Charlie que entregava a Elvis o violão, lhe dava água e colocava os lenços em seu pescoço.
  • "Máfia de Memphis" era o nome dado a um grupo de amigos inseparáveis de Elvis, eles serviam de segurança para o cantor onde quer que ele fosseinclusive em sua mansão.
  • O famoso Coronel Parker (empresário de Elvis), nunca teve na verdade uma patente militar, e seu nome de batismo era Thomas Andrew Parker.
  • Burbank é o nome da cidade onde foi gravado especial da NBC 68' Comeback Special.
  • Indianapolis foi a cidade em que Elvis fez seu último show.
  • Pontiac foi a cidade que deu o maior público na carreira de Elvis num único show, alcançando aproximadamente 60.500 pessoas.
  • O único país que se apresentou fora dos Estados Unidos foi o Canadá, em 1957.
  • Fort Hood, no Texas foi a cidade onde iniciou o Serviço Militar.
  • Foi antes do início das filmagens de "Loving You" que Elvis fez o exame médico para o serviço militar, onde passou com a classificação máxima.
  • No filme "Charro", Elvis aparece usando barba o tempo todo.
  • Embora o filme "O Seresteiro de Acapulco" seja todo ambientado nessa cidade mexicana, Elvis nunca esteve no México.
  • Linda Thompson, uma de suas namoradas, era Miss Tennessee quando conheceu Elvis.
  • Em 1956, elvis se apresentou sem sucesso no Hotel Cassino Frontier em Las Vegas.
  • Nos anos 70, Elvis fez 641 shows ao vivo em Las vegas.
  • Sua última turnê foi composta de 10 shows.
  • Elvis fez 4 apresentações no Madison Square Garden em Nova York no ano de 1972, com um público total estimado em 80.000 pessoas.
  • Lisa Marie, além da filha, era o nome de um dos aviões de Elvis.
  • O ator Kurt Russel quando criança trabalhou em um filme de Elvis, anos depois (já adulto) interpretou o próprio cantor no cinema, no filme biográfico "Elvis ­ The Movie" de 1978.
  • Elvis não teve menos que 149 canções a aparecerem no "Billboard's Hot 100 Pop" (a lista das 100 melhores músicas pops da revista Billboard's) nos Estados Unidos. Dessas canções, 114 estavam situadas acima do quarenta, 40 acima do dez e 18 chegaram ao primeiro lugar. Ele teve também mais de 90 discos listados, sendo que 9 alcançaram o primeiro lugar. Essa mostragem refere-se exclusivamente a lista Pop, e somente nos Estados Unidos. Ele também liderou várias listas, entre elas: Country, R&B, Gospel, e sua lista de sucessos em outros países é substancial.
  • Em 1994, após anos de especulações em torno da "causa mortis" de Elvis, foi dada ao Médico, Dr. Joseph Davis, chefe do Centro Médico de Dade County, Flórida, a incubência de tirar a limpo todas as dúvidas sobre o falecimento do Rei. Depois de examinar laudos médicos, depoimentos, posição em que se encontrava o corpo, e a análise do legista (cuja a afirmação era que nenhum tipo de droga ilegal fora encontrada, assim como seus pulmões estavam "completamente limpos"). O Doutor Joseph Davis foi categórico em afirmar que Elvis teve um enfarto fulminante. Possivelmente agravado pelo tipo de alimentação, desgastes e "stress" devido a enorme quantidade de shows e o uso exagerado de remédios.
  • O doutor George C. Nichopoulos, o "Doutor Nick", era o médico que receitava montes e montes de remédios para Elvis Presley. A sua licença para atuar profissionalmente está cassada há um bom tempo. Em Setembro de 2000, ele entrou com um pedido de restauração na associação médica do estado do Tennessee. A junta que analisou o caso deu um "não", alegando que é "para o bem-estar do cidadão do Tennessee".
  • Em 1992, o Serviço Postal americano anunciou que a imagem de Elvis seria usada num selo comemorativo. Eles limitaram o trabalho de ilustração à duas fases da vida do cantor: a primeira com Elvis simbolizando o jovem Rock'n'Roll da década de 50 e a segunda homenageia o "superstar" da música em 1973, no show "Aloha from Hawaii". Num acontecimento sem precedentes, o USPS (U.S. Postal Service) deixou a decisão por conta da população e distribuiu cédulas de votação por todo o país. Mais de 1.2 milhões de votos foram contados, e o jovem roqueiro obteve a maioria dos votos. O selo foi lançado no dia 8 de Janeiro de 1993, com uma extravagante cerimônia de lançamento em Graceland. O selo Elvis teve a maior publicação sobre qualquer outro selo da história, e ficou no topo da lista dos selos comemorativos mais vendidos de todos os tempos. O Serviço Postal imprimiu 500 milhões de selos, três vezes mais do que o normal. Alguns países, que não os Estados Unidos, também lançaram selos comemorativos em homenagem a Elvis durante esses anos.
  • Hoje em dia, há mais de 625 fã clubes "conhecidos" em pleno funcionamento por todo o mundo. A popularidade de Elvis nos dias de hoje é muito grande, e seu legado continua cativando novo público. Metade dos visitantes de Graceland tem menos de 35 anos.
Postar um comentário